O Rappa termina após 25 anos de carreira

Grupo carioca que teve seu auge nos anos 1990 se despede do público com show onde músicos se quer conversavam um com o outro

O Rappa termina após 25 anos de carreira – Uma das bandas mais bem sucedidas nos anos 1990, O Rappa fez os últimos shows no Rio de Janeiro, no palco da Jeunesse Arena, Barra da Tijuca, nos dias 13 e 14 de abril, para um público de aproximadamente 20 mil pessoas. Para Falcão, que pretende lançar disco solo, o grupo acabou porque os outros três integrantes decidiram assim.

Por desgastes pessoas os integrantes nem se falaram durante as apresentações. O desgaste já se arrastava por pelo menos dois anos. O grupo se reuniu em 1993, por questões profissionais, com origens diversas e gostos musicais distintos. Nenhum deles eram exatamente amigos antes, o que de certa forma deu certa para a receita, tornando o grupo um sucesso nos anos seguintes.

Marcelo Yuka, principal letrista e baterista da banda saiu d’O Rappa em 2001, restante os quatro integrantes do quinteto, que não substituiu o baterista por outro músico. Xandão Menezes (guitarra); Lauro Farias (baixo); Marcelo Lobato (tecladista e multi-instrumentista) e Falcão.

Para Xandão, as famosas “diferenças pessoais”, foram o motivo do racha. O baixista Lauro acrescenta que os inúmeros shows contribuíram para o desgaste interno do grupo. Xandão acrescenta ainda que os constantes atrasos de Marcelo Falcão, vocalista do grupo, também pesou na decisão.

Pelos comentários em matérias publicadas nos jornais e posts da internet, percebe-se que a treta no grupo rola desde a saída do Yuka da banda. A partir daí Falcão deixou o ego falar mais alto e parece ser bem difícil lidar com o músico, que diferente dos outros integrantes é bem esnobe, pelo que parece. O grande crítico musical, Jamari França, ao compartilhar sobre a notícia em sua página do Facebook relembra um episódio envolvendo o cantor:

O grupo chegou a se separar em 2009 e retornou em 2011. O último disco de inéditas d’O Rappa foi lançado em 2013, com o título Nunca Tem Fim. Neste caso, teve! Até quando não sei…

Sal

Jornalista, blogueiro, letrista, já fui cantor em uma banda de rock, fotógrafo, fã de música, quadrinhos e cinema...

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: