Zé Ramalho apresenta Show dos Sucessos no Vivo Rio

Os cariocas poderão matar as saudades do bardo paraibano, Zé Ramalho, que retorna ao palco do Vivo Rio, para apresentar o espetáculo Show dos Sucessos”, que teve a turnê interrompida por conta da pandemia. Clássicos inquestionáveis do compositor compõem a apresentação, que acontece no dia 5 de fevereiro.  

“Vou partir novamente para minha linha de shows, começando pelo palco do Vivo Rio. É um ponto de partida, uma retomada da turnê que eu estava fazendo quando começou a pandemia”, conta Zé Ramalho. O espetáculo, como o próprio nome sugere, reúne canções marcantes do repertório de Zé, sempre cantada a plenos pulmões pela plateia extasiada.

“O que o público quer ver e ouvir em um artista que ele gosta, são os seus sucessos. Em qualquer situação. Até hoje, artistas internacionais como Paul McCartney tocam seus grandes sucessos. Pessoalmente, quando eu ia a shows, era o que eu queria ver e ouvir: as músicas dos artistas que eu curtia, tocadas do jeito que foram gravadas. É isso que vai rolar!”, adianta Zé.

Claro que não ficarão de fora canções imortalizadas na voz de Zé, como “Avôhai”, “Chão de Giz” e “Admirável Gado Novo”, entre outros petardos. Mas Zé também incluiu no roteiro canções de outros compositores, como “O que é, o que é?” (Gonzaguinha), “Medo da chuva” (Raul Seixas e Paulo Coelho), “Tá tudo mudando” (versão de Maurício Baia e Gabriel Moura para “Things have changed”, de Bob Dylan) e “Vida de Viajante”(Hervé Cordovil e Luiz Gonzaga), entre outras (repertório completo abaixo).

Zé planeja ainda gravar um álbum com canções compostas durante a pandemia. Será o primeiro de inéditas desde “Sinais do Tempos”, de 2012. “Planejo começar a gravar no segundo semestre de 2022. Com a pandemia, me vi tendo que tomar uma atitude diante dos dias que iriam se seguir, e o caminho da criação musical e poética foi o que eu escolhi. Tenho 12 canções 100% de minha autoria (letra e música), mais uma versão de um grande sucesso de Paul Simon”, finaliza.

A Banda Z, que acompanha Zé Ramalho (voz e violão) em cena, é formada por:

Toti Cavalcante – Sax e Flauta

Vladimir Souza – Teclados

Edu Constant – Bateria

Zé Gomes – Ritmo e Percussão

Rogério Fernandes – Contrabaixo e Vocais


Setlist

1 – O Que É, O Que É? (Gonzaguinha)

2 – Tá Tudo Mudando (“Things Have Changed”. Bob Dylan. Versão: Maurício Baia – Gabriel Moura)

3 – Kryptônia (Zé Ramalho)

4 – Beira-Mar (Zé Ramalho)

5 – Entre a Serpente e a Estrela (“Amarillo By Morning”. Terry Stafford – Paul Fraser. Versão: Aldir Blanc)

6 – Táxi Lunar (Zé Ramalho – Alceu Valença – Geraldo Azevedo)

7 – A Terceira Lâmina (Zé Ramalho)

8 – Banquete de Signos (Zé Ramalho)

9 – Eternas Ondas (Zé Ramalho)

10 – Avôhai (Zé Ramalho)

11 – Vila do Sossego (Zé Ramalho)

12 – Chão de Giz (Zé Ramalho)

13 – Garoto de Aluguel (Zé Ramalho)

14 – Admirável Gado Novo (Zé Ramalho)

15 – Gita (Raul Seixas – Paulo Coelho)

16 – Medo Da Chuva (Raul Seixas – Paulo Coelho)

17 – Frevo Mulher (Zé Ramalho)

18 – Sinônimos (Cláudio Noam – Paulo Sérgio – César Augusto)

19 – Vida de Viajante (Hervé Cordovil – Luiz Gonzaga)


Serviço | Zé Ramalho no Vivo Rio

Dia 05 de Fevereiro

21 horas

Vivo Rio – Av. Infante Dom Henrique, 85/Praia do Flamengo

Ingressos a partir de R$ 120,00

O uso de máscaras e comprovação da vacinação contra a COVID-19 são obrigatórios

Veja lista completa de preços

Produção Executiva: Jerimum Eventos

Fotos: Leonardo Aversa

Sal

Jornalista, blogueiro, letrista, já fui cantor em uma banda de rock, fotógrafo, fã de música, quadrinhos e cinema...

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: